Canadá: sonho ou ilusão.

Foi publicado recentemente que a Província de Quebec, no Canadá, está recrutando profissionais em quase todas as áreas, principalmente no campo da saúde. A reportagem publicada pelo site canada.sairdobrasil.com correu o mundo e profissionais de todo Brasil, de diversas áreas de atuação, ficaram extremamente animados com a oportunidade e possibilidade de morar fora, ter qualidade de vida e poder recomeçar, além de garantir segurança e boa educação à família.

Assim como o Canadá, a Província de Quebec faz uma excelente divulgação de seu programa de imigração contando com um bom web site, um escritório em São Paulo que atende todo território nacional e várias palestras informativas. As palestras são muito bem conduzidas e dadas por oficiais de imigração, onde eles passam ideias gerais, apresentam o programa de recrutamento, os requerimentos básicos e os primeiros passos que devem ser dados pelos interessados. Eles também mostram gráficos, números e estatísticas, além de alguns depoimentos. Um material ilustrativo é distribuído no objetivo de ajudar e reforçar a ideia, além de trazer informações sobre o processo de imigração e sobre a Província.

Para averiguarmos as informações e como os recém chegados e novos imigrantes estão após o processo, falamos com algumas pessoas sobre a chegada e a adaptação, além de trabalho e das perspectivas do futuro. Por exemplo, o segredo do sucesso em outro país está no objetivo de cada um, segundo o carioca Maurício Bota, Engenheiro Químico. Ele está em Montreal há 7 anos e imigrou com 26. “O começo é muito difícil e a adaptação depende de cada um. Eu tive que voltar a Universidade e fazer 2 anos para poder equivaler o meu diploma”, conta. Bota fala que foi favorecido pela idade e ter vindo solteiro. “Vejo a dificuldade de quem chega depois dos 30 e com filhos, pois a responsabilidade é muito maior”, afirma. Ele conta que baixou muito o padrão de vida nos primeiros 4 anos, mas hoje se diz realizado por trabalhar na indústria farmacêutica. Está casado com uma canadense e vai ao Brasil todo ano. “O Canadá nos oferece uma segurança incrível e estamos sempre viajando, o que seria muito improvável no Rio de Janeiro”. Ele sugere aos novos imigrantes que estejam abertos a novos desafios e que todo esforço vale a pena, pois o final sempre recompensa. “Não desista dos seus objetivos e acredite na sua capacidade. Volte a estudar se necessário, mas avalie o tempo e o investimento, pois imigrar e viver fora não é pra todo mundo. Requer esforço, dedicação e muita superação”, aponta Bota.

Já Mariana Teixeira não teve uma boa experiência. Médica no Brasil com 9 anos atuando na área, a recifense voltou para o Brasil depois de 3 anos e meio de Canadá. “O Canadá é uma grande enganação. Conheci vários médicos, de todo canto do mundo, desiludidos e sem esperança. Muitos sem condições de voltar para seus países de origem e que aceitavam qualquer coisa. Conheci um médico da Índia que estava como motorista de ônibus. Uma tristeza”, lembra ainda com certa revolta. Mariana conta que há uma enorme falha no processo de imigração canadense. “Acontece que o governo faz a propaganda, recruta e não oferece o mínimo suporte. Exigem experiência e educação, mas nada disso é válido uma vez que você está lá.

Impossível você encontrar um médico de fora que esteja atuando sem ter refeito o curso todo. Não é justo”. O Canadá deveria ter um programa específico para aqueles das áreas de saúde como médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, entre outros, sugere Teixeira, para que esses profissionais tivessem uma rápida integração no mercado de trabalho e pudessem suprir a grande necessidade. Ela sugere que “se você tem dinheiro e tempo disponível para refazer o curso o Canadá pode ser uma saída.

Do contrário, nem arrisque”. Perguntada se houve arrependimento de sua experiência, Teixeira foi categórica: “MUITO. O sonho foi grande, mas a desilusão muito maior. Voltei para o Brasil onde faço o que gosto, mesmo com tanta violência e corrupção”. E completa: “o que adianta você ter direitos iguais aos canadenses e não poder trabalhar naquilo que você escolheu. O Canadá me abriu as portas, mas também fechou. Tentei dar um bom futuro para minhas filhas, mas não ter tido tempo para elas foi muito duro”. Ainda traumatizada com o passado, ela diz que o que o marido ganhava como gerente numa loja em Toronto não era suficiente para o conforto da família.

De fato, pelo depoimento de Mariana Teixeira e pela experiência de muitos outros, concluímos que há uma enorme carência de médicos e enfermeiros, porém as associações são muito fechadas e conservadoras. O governo tem feito a sua parte no que se refere ao recrutamento de profissionais, mas se omite nos programas de integração dos mesmos junto às associações e ao mercado de trabalho. O Canadá é conhecido como um país de detém uma mão de obra muito intelectual, pois infelizmente possui enfermeiros trabalhando em lanchonetes, analistas financeiros operando máquinas em galpões de armazenamento e sociólogos cuidando de crianças em creches. Esses só são alguns exemplos do mau aproveitamento que o Canadá faz de seus qualificados imigrantes.

Em Hull, Quebec, conhecemos o dentista Álvaro Cordeiro. Recém aprovado na ordem e trabalhando há pouco mais de 5 meses, ele conta que gastou mais de 20 mil dólares, em 2 anos, para validar  seu diploma e passar nas provas exigidas pela ordem. “O que me ajudou foram os 6 anos de experiência no Brasil, a fluência no francês e um plano sólido, além do apoio incondicional da minha esposa e filho”. Cordeiro está feliz pelo sucesso, mas confessa ter uma dívida grande, pois além do investimento que fez na carreira ele teve que pegar empréstimo junto ao banco para poder pagar o aluguel e todas as contas durante quase 3 anos. “É muita dedicação, mas vale à pena. Hoje tenho um bom emprego e estamos conseguindo superar as dificuldades do início”, afirma o goiano de 37 anos que não faz planos para voltar ao Brasil. “Hoje quero curtir o momento e dar um bom futuro para minha família, ver meu filho crescer com segurança e contribuir com a comunidade e o país que me acolheram”, completa Álvaro.

Há 14 anos no Canadá, o Analista de Sistemas Jorge Vieira diz que sua vida mudou a partir de uma palestra que participou em São Paulo em 1996. Ele conta que foi convidado por um amigo e se deslumbrou com a possibilidade de viver fora. “Eu queria obter uma experiência internacional e conhecer outra cultura, além de fazer cursos relacionados ao meu trabalho”. Naquela época não existia o processo imigratório do Quebec e Vieira fora contratado ainda no Brasil. “Eu mandei meu currículo para IBM em Toronto e depois de 3 entrevistas por telefone fui contratado. Respondi o resto do processo já no Canadá e a empresa ainda ajudou na parte final”, lembra. Ele ainda afirma que era muito normal naquela época, principalmente profissionais vindos da China, e que hoje isso raramente acontece devido ao grande número de profissionais no mercado. Porém, afirma nunca ter visto isso acontecer com nenhum outro profissional que não fosse da área de TI (Tecnologia da Informação). “A facilidade para esse tipo de profissional é muito grande por causa da linguagem e regulação da profissão junto a órgãos institucionais”, analisa Vieira. Depois da crise de 2001, Jorge foi para Calgary, na Província de Alberta, onde trabalhou num contrato por 3 anos. Hoje ele se encontra com a família em Ottawa e diz que encontraria trabalho em qualquer lugar, mas gosta do estilo da cidade. Planejava trabalhar nos Estados Unidos, mas desistiu da ideia com a crise de 2008. “A crise não atingiu tanto o meu setor e o Canadá se recuperou bem”, revela Vieira. “Porém, esta área é muito volátil e o profissional passa por muitos autos e baixos na carreira. Temos que estar bem preparados e estar sempre aprendendo”, completa.

Pedro Alcântara, economista pela Universidade de Brasília, mora em Toronto há 2 anos e está fazendo o curso novamente. “Prefiro refazer o curso aqui a ficar sem esperança num país bagunçado como o Brasil”, afirma. Pedro faz o curso a tempo pleno e se anima com a possibilidade de finalizar no ano que vem. Carmem Alcântara, sua esposa, já trabalha como programadora numa empresa de médio porte e diz: “o Canadá está interessado mesmo é nos nossos filhos. Eles aqui vão crescer e fazer parte da nova geração. A educação que terão vai ser daqui e pra eles tudo será mais fácil e natural”, analisa.

Realmente faltam profissionais qualificados no Canadá, independente da Província. Os que estão aqui sugerem que os profissionais de saúde no Brasil contenham a empolgação e analisem bem e detalhadamente o processo. Façam contatos com os que aqui estão, leiam reportagens, blogs, comentários e participem de fóruns. É muito importante estar bem informado e saber os seus limites. Nem tudo é um sonho. Cuidado, pois o sonho pode se tornar um grande pesadelo.

Como pedido, os nomes apresentados sofreram uma alteração vindo ao encontro à privacidade de cada um.

Tags: , , , , ,

Matérias relacionadas:



62 Respostas para “Canadá: sonho ou ilusão.”

  1. Lu disse:

    Olá,primeiramente parabéns pela matéria e meus parabéns a todos os que estão, vão ou foram e voltaram do Canadá. Saibam que qualquer coisa que seja importante para nós mesmos teremos dificuldades para conseguir. Acredito que nem aqui e em nenhum lugar do mundo isso será diferente. Mas além do Canadá, o Brasil exige a validação do diploma de medicina de outros países, tenho amigos que foram para Bolívia e sabem que atuar no Brasil terá suas exigencias, profissão essa da qual parabenizo e muito aos médicos que fora o salário “se for bom ou não” cuidar de pessoas com problemas de saúde diariamente não é nada fácil. O Brasil é muito grande e tem muitas oportunidades, explorem-o ao máximo, o interior do país ainda guarda grandes riquezas e oportunidades. Enquanto a violencia, “o que não mata, fortalece.” E como disse o papa “Ninguém morre na véspera”. Querendo ou não aqui é nossa casa e sempre será, e todos que vão ou voltarão sempre serão bem vindos. Sou baiana e as injustiças acontecem em qualquer lugar e pior ainda na profissão, mas como brasileira nunca desisto, porque quem quer sempre alcança. Isso tudo não é buscar refúgios em outro país, é buscar a felicidade e isso é sempre um valor muito alto quando realmente assumimos o que buscamos de verdade. Portanto estejam sempre com Deus e que ele abençoe-os aonde estiverem e em todo tempo, boa sorte e parabéns pela “garra de serem mais uma vez: brasileiros”

  2. duarte disse:

    Olá ;
    Eu me apresentar é BRICE PELATAN mais daqueles que dizem credores são vigaristas Estou à procura de pronto-a -lo cinco meses eu fui enganado por genres.Mais agora eu visitei um empréstimo anúncio do site entre em particular sério em todo o mundo e eu conheci um cavalheiro maravilhoso com o nome de nacionalidade Sr. PEDRO Portugal ajuda a quem vive na italia e espanhol , Martinica, Guadalupe, Reunião, Nova Caledônia, Honolulu, Polinésia e outros por seus empréstimos e que me deu um empréstimo de 60.000 € que eu tenho que pagar mais de 20 anos com um baixo interesse de sua parte ou de 3% em todo o meu período de empréstimo e , em seguida, na manhã seguinte recebi dinheiro sem crédito pessoal protocole.Besoin seu banco se recusa a dar-lhe um empréstimo, você verões CDI e outro está falando com ele e você apertar satisfeito, mas tome cuidado para que você não gosta de reembolso empréstimos. Eu rapidamente decidiu publicar são e-mail para entrar em contato com a agência de o credor o direito que meu sauvé.Voici seu e- mail: pedro.duarte88 @ yahoo.fr

  3. Jose Carlos disse:

    Tem gente que nao arruma emprego nem no Brasil e quer ir ao Canadá fazer o que? Primeiro se qualifique, tenha experiencia, saiba falar o idioma depois agente conversa.
    Sobre funcionarios publicos e outros parasitas nao acostumados a trabalhar dá vontade até de rir. Continuem onde estao que é sugando o país até as ultimas gotas de sangue… Canadá nao é lugar pra vagabundos, se querem ir primeiro se preparem direito!

    • Bárbara Becker disse:

      Olha vou ter que bater palmas para o que vc disse! Canadá não é lugar para quem não sabe batalhar e dar o sangue pelo o que quer. Mas para os fortes a recompensa é muito grande no final das contas ;-)

    • Juliana disse:

      Não acho justo falar sobre funcionários públicos do Brasil, o que diz é uma fuga e justificativa para os frustados brasileiros, ja morei fora do Brasil, tenho cidadania italiana e conheci varios paises europeus e nada é tão fácil, precisamos aprender sim primeiramente o idioma antes de pedir qualquer outra coisa a eles, como por ex um bom emprego, porém sei de pessoas qualificadas que não se adaptaram a vida no exterior, até mesmo pq não é facil validar um diploma, isso tb todo mundo sabe, e sendo assim terá que trabalhar de outras funções para sobreviver no país escolhido, sou médica, funcionária publica, trabalho no SUS e gosto do que faço, a vida aqui no Brasil não é ruim, e passar em concurso público primeiramente não é pra qualquer pessoa, tanto pq muitos não sabem nem o portugues, muito menos outro idioma. Boa sorte!

      • Cristiane disse:

        Falar que funcionário publico é parasita é puco ….
        Essa juliana que é ” médica ” defende por que é uma tbm …
        A vida aqui no Brasil não é ruim por que vc vive do dinheiro dos pobre coitados que trabalham quase metade do ano p/ pagar impostos e salários de gente como você …sustentar o altíssimo padrão de vida que vcs ” médicos …” tem !
        E além do que espertinha , deixa de ser hipócrita , por que nós todos brasileiros sabemos muito bem que a maioria de vocês fazem as provas de concurso p/ dizer q fez …por q a maioria tem os ” amiguinhos p/ ajudar ! Não chame os pobres coitados que pagam seu salário de ignorantes e de gente que não sabe ler ..se não fosse essa gente provavelmente você seria uma dessas que estariam saindo do Brasil pra viver no canada !!!!!

        • julia disse:

          Cristina,
          você é pirada, minha filha.
          Se você acha que ser médico nesse país do futebol e do carnaval é fácil, vai ser médica então! Vai trabalhar em um hospital do SUS em que tudo falta, às vezes até sabão para lavar as mãos e luvas para examinar pacientes. Vai ser médico do SUS e usufruir do “alto padrão de vida” que ele tem, rsrs. Parece até piada!
          Se é que vc vai conseguir ser aprovada em algum vestibular de medicina.

        • lala disse:

          Olha Cristiane nao generalize sobre os medicos, primeiro sou dra e te garantizo que tenho uma vida mais pobre que vc , nao tenho casa propia , nem apartamento moderno, nao tenho carro ,e minhas amigas dondocas levam melhor vida que eu, se um medico ai ganha bem e porque dedicou 7 anos da sua vida ou mais com a residencia, para isso, e nao e facil. os plantoes nao sao faceis , valorize mais essa profissao . nao todos os medicos tem um altissimo padrao de vida.e critica entao os valores ai no Brasil onde ai sim um jogador de futbol , cantorzinho de funk , e mulher rebolando ate o chao leva sim um altissimo padrao de vida . vc pode ter razao em muitas coisas que disse . mas nao generalize.

  4. Marcio lemes disse:

    Boa noite….
    Sou formado em sistema de informacao, falo ingles e tenho experiencia de 3 anos em uma empresa e 2 em outra, quero tentar toronto…como é o mercado de trabalho para analista de sistema??? Qual é o salario?? Desde ja agradeço…

  5. jardel disse:

    ola pessoal SOU ENFERMEIRO e estou precisando de pelomenos mais s2 pessoas para irmos juntos para o Canadá cidade de Quebec se alguém estiver interessado entre em contato comigo 73 99228288 ou pelo email jardel_altoe@hotmail.com

  6. Ricardo disse:

    A verdade é Lacerda, que vc não tem coragem ou oportunidade de sair desta droga de pais cujo os políticos maltratam sua população.

  7. LACERDA disse:

    LENDO OS COMENTÁRIOS CHEGUEI A UMA CONCLUSÃO: SÃO POR ESTAS E POR OUTRAS QUE ADORO O MEU BRASIL. É AQUI, NO BRASIL, APESAR DE TUDO QUE A GENTE PRESENCIA: POLÍTICOS ROUBANDO O DINHEIRO DA SAÚDE, DA EDUCAÇÃO, SALÁRIO MÍNIMO QUE NÃO DÁ PARA COMPRAR NADA, GASOLINA MUITO ” CARA” APESAR DE FAZEREM PROPAGANDA DA PETROBRAS, PRESSAL, ETC, POLÍTICOS CONDENADOS PELO STF QUE AINDA NÃO FORAM PARAR NAS CADEIAS, DIZEM QUE ESTÃO REFORMANDO A PENITENCIÁRIA DE BRASÍLIA PARA RECEBER OS POLÍTICOS, COLOCANDO CHUVEIROS QUENTES, INTERNET, TV A CABO NAS CELAS ( BRINCADEIRA)… MAS NÃO DUVIDEM. PRESIDENTE DA REPÚBLICA QUE ENVOLVE EM ESCÂNDALOS COLOCANDO O FILHO MILIONÁRIO…CASO LULA E SEU FILHO…MAS PELO MENOS ESTAMOS EM NOSSO PAÍS, PODEMOS SAIR PELAS RUAS GRITANDO, PEDINDO JUSTIÇA…VAI EM UM PAÍS QUALQUER COMO IMIGRANTE E TENTE FAZER O QUE FAZEMOS AQUI NO BRASIL. ASSISTIMOS INÚMEROS CASOS DE BRASILEIROS, PRESOS, EM PORTUGAL, FRANÇA, INGLATERRA, EUA, QUE ESTÃO SENDO ACUSADOS DE CRIMES BÁRBAROS, ATÉ MESMO TERRORISTA, COMO O CASO DAQUELE BRASILEIRO QUE FOI FUZILADO EM LONDRES, NO METRô, E NADA ACONTECEU ATÉ AGORA. COMO SABEMOS, NÓS BRASILEIROS SOMOS PACATOS, NADA DE ATENTADOS TERRORISTAS NO BRASIL, E A O GOVERNO BRASILEIRO SEMPRE RECEBE PEDIDO DE AJUDA POR PARTE DE FAMILIARES DE BRASILEIROS QUE ESTÃO SENDO PROCESSADOS, CORRENDO O RISCO DE SEREM CONDENADOS ATÉ PRISÃO PERPÉTUA O PENA DE MORTE. ADORO NOSSO BRASIL, NÃO SAIO DAQUI POR NADA DESTE MUNDO. FICAR RICO LÁ FORA, SÃO POUQUÍSSIMOS CASOS QUE VIMOS ATÉ AGORA…NA PRÁTICA NÃO CONHECEMOS NINGUÉM QUE FICOU RICO MESMO DE VERDADE. AS PESSOAS – BRASILEIRAS – QUE ESTÃO QUERENDO TENTAR A VIDA NO ESTRANGEIRO DEVERIAM PENSAR MELHOR. AQUI TAMBÉM PODEMOS FICAR RICOS, BASTA LUTAR E CONTAR COM A SORTE.
    ACHO QUE OS BRASILEIROS QUE ESTÃO LÁ FORA CORREM SÉRIOS RISCOS. NÃO VALE A PENA.
    ACREDITO EU, QUE SE UM BRASILEIRO MORAR AO LADO DE UM NATIVO E ACONTECER UM CRIME NA REGIÃO, PODEM TER CERTEZA, A POLÍCIA VAI BATER NA PORTA DELE – BRASILEIRO -.
    DEVEMOS ANALISAR OS CASOS DE BRASILEIROS QUE ESTÃO PRESOS, AGUARDANDO JULGAMENTOS NO ESTRANGEIRO, NA GRANDE MAIORIA, SE NÃO FOR 100% DOS CASOS, SÃO INOCENTES.
    JÁ NOS CASOS DAS MULHERES QUE VÃO PARA O ESTRANGEIRO, TENTAREM A SORTE, NÃO PRECISA NEM COMENTAR, NÉ. JÁ FOI ALVO DE ASSUNTO ATÉ EM NOVELAS…
    ESTA É A MINHA OPINIÃO.
    ESTE É O PAÍS DOS POLÍTICOS LADRÕES, MAS PREFIRO FICAR POR AQUI.

    • Gu disse:

      o que vc diz é verdade.

      é verdade também o contrário: em plena crise após o furacão nos EUA, americanos não aumentaram o preço da gasolina. Faltou energia, e houve casos de pessoas que emprestavam geradores uns para os outros na base da confiança, e alguns brasileiros estavam pegando emprestado e depois os alugando na praça.

    • ayron disse:

      Bom livro esse que vc escreveu!!!! parabens
      Mas vc deve escrever o segundo , que vai ser quando alguem da sua familia tomar um tiro na cabeça !!!!!!
      Brasil pais com cultura corrupta, nao vai mudar nunca
      E fique o senhor sabendo que tem pessoas que migrarao, nao pelo dinheiro e sim pela segurança, sabendo que seus filhos podem andar tranquilos pelas ruas, 8 anos de frança, 4 meses na suiça e 6 meses em portugal, rumo ao canada!!!!!!!!!!!!!! abraço a todos

    • Jose Carlos disse:

      fique aí que logo logo é atingido por uma bala perdida. nao fale besteiras cara 50,000 pessoas assassinadas ao ano no Brasil este é o seu “lindo” brasil. caia na real.

    • Jak disse:

      Essa é a resposta do típico brasileiro burro e conformado. Nem preciso dizer que por esse tipo de pensamento que o Brasil está fadado ao fracasso. Por esse pensamento que milhares de brasileiros morrem e são vitimas do sistema. Uma lástima ainda ler um comentário pobre de cultura como este.
      Lamentável.

  8. Isis disse:

    Boa noite! Sou Enfermeira Neonatologista e tenho planos de imigrar pro Canadá. Já li alguns artigos que falam sobre a necessidade de profissionais da saúde e do bom reconhecimento profissional. Gostaria de saber do processo de validação do diploma… quanto tempo em média demora para conseguir essa validação?

  9. thiago lopes disse:

    Sou engenheiro de sistemas no Brasil e gostaria de saber se a minha área esta sendo bem aceita no Canadá. Quais requisitos e indicações que você me recomendaria para uma futura ida para o mesmo daqui a 3 anos.

    Abraços!

  10. Sônia disse:

    Olá Rodrigo! Sou funcionaria pública no Brasil e meu marido é profissional autônomo. Tenho dois filhos, uma garota com 12 e um garoto com 9 anos. Meu marido quer imigrar, para trabalhar em qualquer coisa. Quais serviços sem qualificação poderiam garantir nosso sustento? Para trabalhar em qualquer coisa é facil e rápido arrumar emprego ou será necessário o “experiencia canadence”? Penso em abrir uma loja de bolos ou restaurante,é fácil para o imigrante abrir um comércio? A culinária brasileira é apreciada no Canadá? Nenhum de nós tem fluência em inglês, sei que isso será um obstáculo, além disso me preocupo com a escola das crianças,eles são ótimos alunos, os primeiros de suas salas, como será a adaptação deles nas escolas canadenses? Matérias como geografia e história (canadenses) eles terão que fazê-las a parte ou terão que ser matriculados em séries inferiores as que estão cursando hoje no Brasil?
    Se puder me responda…
    Obrigada,
    Sônia

  11. joge vicente quintas disse:

    e falo portugues franses na aria d comsteroçao civil

  12. joge vicente quintas disse:

    so um bom pedereio na comsteroçao

  13. Pablo disse:

    sou engenheiro quimico, caso queira tentar a sorte no Canada , vou ter que refazer meu curso?

  14. Dorothy smart disse:

    querido amigo

    4 anos tenho vindo a tentar obter um empréstimo da internet do que eu ser enganado vezes serval, antes que um amigo me apresentou aos credores universais onde i foi dado um empréstimo, finalmente, desde então minha vida ser muito bom agradeço a Deus para os credores universais.

    contactá-los para o seu empréstimo agora universalloanlenders@hotmail.com

    Senhorita Dorothy inteligente

  15. Boa noite

    Gostei do post,, vlw

    Sou da área de TI, 27, tenho intermediario em Inglês e Espanhol e tenho experiência de + 4 anos. Sei que esta área está crescendo,, porém gostaria de saber os passos/orientação de como iniciar esta jornada para o Canadá(em especial em Alberta)..

    Estou disposto a estudar/aperfeiçoar Inglês e Frances…

    Saberia algo?

    obrigado
    att

  16. Vinicius Moraes disse:

    Olá Rodrigo Araújo, gostaria primeiramente de agradecer ao seu post que muito nos ajuda e, parabenizá-lo, pois o texto possui muito conteúdo e ajudas.

    Além disso, gostaria de saber a respeito do campo para Administradores de empresa ou para Atores. Como está a demanda de emprego para estas duas áreas?

    Outra informação que seria de grande vália é: Você sabe ou tem alguma dica que poderia nos ajudar, sobre como conseguir um contato com empresas canadenses ainda aqui no Brasil? Por exemplo, vasculhar na internet empresas canadenses e, então, enviar e-mails e etc seria uma boa estratégia?

    Um grande abraço e muito obrigado.

  17. Rodrigo Morandi Osório disse:

    Olá, sou engenheiro de materiais, tenho 31 anos e sou formado a mais de dois anos. Como está a demanda por engenheiros na área de reciclagem de materiais no Canadá? Esta é a minha especialidade. Obrigado!

  18. Gabriela disse:

    Oi, sou farmacêutica, recém-formada e sonho em trabalhar no Canadá. Pesquisei sobre os programas de intercâmbio e vi que há áreas para estágio. O engenheiro Maurício Bota, da entrevista acima, trabalha numa indústria farmacêutica e seria um contato interessante para mim. Como conseguir o contato dele?

  19. suzana disse:

    Olá, boa noite!
    Gostaria de saber se tem algum lugar no Canadá que ofereça ajuda de custo para quem quer ir residir definitivamente e tem filhos adolescentes e crianças, pois lí algo a respeito algum tempo atrás, quando fazer isso nem me passava pela cabeça. Agora eu e meu marido estamos pensando no estudo dos nossos filhos, e estamos buscando toda informação necessária para ver o que seria mais viável. Obrigada, aguardo.

  20. Rute Rodrigues disse:

    Olá
    Boa Noite!

    Quero primeiramente parabenizar a pessoa que fez esse blog/site com essas informações e esperança de uma vida melhor, mas que requer muito esforço e luta, de trabalhar em outro país. Foi excelente a ideia de colocar depoimentos que podem nos ajudar a decidir nessa empreitada. Lógico que nem tudo foi flores pra todos, mas com muita luta e dificudade agente acaba conseguindo.
    Sou formada em fisioterapia há quase 2 anos e ainda não consegui trabalho na minha área em minha cidade. Por falta te trabalho e dinheiro ainda não consegui me especialisar. Faço uns bicos sempre que dá e estou tentando montar um pequeno negócio somente para continuar estudando. Faço a quase 1 ano curso de frances na UFRR (universidade federal de roraima) e sou muito dedicada consigo entender e falar algumas coisas. Ler e escrever também. Fiquei sabendo por amigos que o Canadá está recrutando pessoas para trabalhar em diversas áreas. Estou topando tudo. Preciso muito trabalhar. Gostaria de saber se existe oportunidade para fisioterapeutas no Quebec e o que preciso fazer para ter essa oportunidade de trabalhar em outro país. Tenho 25 anos, não sou casada e não tenho filhos. Aguardo resposta em breve. Me ajuda!

  21. Olá, parabéns pelo post. Sou formado em TI. Para exercer a profissão em Quebec, terei que refazer a graduação (2 anos) da minha área no Canadá?

  22. Daiane disse:

    Oie!!!!
    Belo artigo, parabéns!!!
    Queria saber como é na área financeira… tem que falar inglês e frances fluentes e revalidar o curso para atuar na área? Sou contadora mas nem no Brasil assinei pela contabilidade de uma empresa e nunca precisei do CRC (conselho regional de contabilidade) pq sempre atuei na área financeira. Será que no Canadá é assim tbem?

  23. Mateus Miranda disse:

    Boa tarde, Rodrigo.

    Primeiramente quero parabenizar você pelo excelente artigo, que gerou entusiasmo e esclarecimento às pessoas.
    Tenho 20 anos, faço administração de empresas e trabalho em uma grande empresa que trabalha como operador logístico. Estou muito confiante com as possibilidades que o Canadá poderá nos proporcionar (planejo a viagem juntamente com a minha noiva, que está se formando no mesmo curso) porém tenho dúvidas quanto os campos de trabalho, pois quero muito estar em um terminal de contêineres ou armazém. O que me diz desta área no Canadá?
    Estou sugando o máximo de informações possíveis na net, para não ser necessário o enorme gasto com agências. é possível a viagem mesmo assim (“estou no maior apetite”).

    desde de já agradeço vossa atenção!

    abraços,

    Mateus Miranda

  24. Lucas disse:

    Olá, interessante esse artigo. O Canadá é um belo país, principalmente quando vocè chega aqui. Mas hoje, já estou com planos de voltar ao Brasil. Cheguei a conclusão que o meu lugar não é aqui. Gosto do jeito de ser do brasileiro e sinto muita falta disso por aqui. O Canada é um país multicultural, assim como o Brasil, a diferença é que no Brasil as pessoas se indentificam mais uma com as outras, já no Canada as pessoas andam mais separadas. Indiano com indiano, filipino com filipino, chines com chines e branco com branco. É tipo uma segregaçao voluntária. Mas ter vivido aqui no Canadá me fez perceber o quanto eu sou brasileiro e quero viver no Brasil. Desejo boa sorte para quem está vindo para cá e também boa sorte para quem está voltando para o Brasil.

  25. Fellipe disse:

    Boa tarde, sempre tive vontade de ir trabalhar no Canadá. Sou Bacharel em Sistemas de Informação(área de TI). Minha esposa também é Bacharel no mesmo curso. Temos uma filha pequena de 2 anos. Nesse ponto, o que me dizem do processo caso eu inicie para trabalhar no Canadá? Sempre se ouve das cidades.. as Top 5… mas na verdade, vi que cidade foram do eixo Top5 podem estar precisando mais de profissionais, o que me dizem disso?

  26. Flávia disse:

    Sou advogada mas não pretendo exercer minha profissão no Canadá. Gostaria de ir para lá para aprender inglês e ganhar uma graninha trabalhando com qualquer coisa. Isso é possível? É fácil arrumar emprego por lá? Se alguém puder me dar uma dica qualquer eu ficarei extremamente agradecida! Grande abraço!

    • Flávia disse:

      Esqueci de mencionar que meu inglês é “mais ou menos”…rs Consigo me virar bem na escrita e consigo me comunicar razoalvelmente se a pessoa estiver disposta a não falar muito rápido…rs Mais uma vez, obrigado a quem puder me ajudar!

  27. ronildogarcia disse:

    me parece que a unica qualificação que eles aproveitam da gente é mesmo só o ingles ,porque os cursos tem que fazer tudo de novo,não é so uma adaptação,tem que fazer tudo novamente.

  28. ronildogarcia disse:

    e os advogados como esta o mercado no Canada

    • Rodrigo disse:

      Olá Ronildo,
      O mercado para advogados está sempre em alta. Porém, o diploma deve ser daqui, além da fluência na língua e experiência local. Então se você quer ser advogado no Canadá, invista no inglês (francês para Quebec), junte um bom dinheiro e faça o curso aqui. Veja antes se a profissão está em demanda na lista do Consulado.
      Boa sorte.

  29. Flaviana Silva disse:

    Primeiramente gostaria de parabenizar pela matéria do blog e também as pessoas que ajudam a responder as dúvidas, pois tenho muita vontade de ir para o Canadá, sou Secretária Executiva Bilíngue e não sei como é a área de trabalho lá. Se estão recrutando. Alguém poderia me ajudar? Abrços!

    • Rodrigo disse:

      Oi Flaviana,
      A área de Secretária Executiva tem uma grande demanda, principalmente nas grandes cidades. O que vai ajudar no sucesso do profissional é a validação do diploma, a fluência no idioma e a experiência. Uma especialização em contabilidade, recursos humanos ou em outra área pode ser importante junto ao mercado de trabalho.
      Obrigado.

  30. Ricardo disse:

    Ola! Achei otima essa reportagem, eu gostaria de entender uma coisa .
    Eu fui a palestra eles me disseram que quem era enfermeiro como no meu caso já sairia do Brasil , pra trabalhar direto co mo enfermeiro será que é verdade ?
    Desculpe mas eu nao estou entendendo esse programa do governo, você poderia me explicar ?
    MuitoObrigado

    • Rodrigo disse:

      Apesar da altíssima falta de enfermeiros, é praticamente impossível atuar sem a validação do diploma junto à associação.
      Sugiro aos enfermeiros a se informarem muito bem sobre a condição real de serem contratados do Brasil.
      Boa sorte.

      • Lopes disse:

        Senhores, se informem bem mesmo, em especial enfermeiros, denstisas, fisioterapuetas, é quase impossivel ou melhor impossível trabalhar na área sem validar diplomas e validação requer dinheiro, tempo, estudo, levem muita $$$$$$$

  31. Mariana disse:

    Boa Tarde!
    Estou querendo me mudar para o Canadá, gostaria de saber como está o mercado para fisioterapeuta e se é necessário adaptação curricular, além do mais tenho uma filha de 9 anos, como seria para ela em questões de escola.

    Aguardo resposta.
    Obrigada

  32. Afro Netto disse:

    Pessoal segue meu blog com algumas dicas.

  33. Fabiano Netto disse:

    Parabéns pelo post meu amigo.

    Estou a mais ou menos 1 mês lendo e relendo o site da imigração, blogs, foruns, etc etc. Sou analista de sistemas, moro no Rio de Janeiro e tenho 27 anos.

    Estou com muita vontade de imigrar para o Canada, de preferência para uma provincia que se fale inglês, uma vez que tenho esta língua fluente e não falo francês atualmente.

    Minha namorada pretende ir comigo, ela também tem 27 anos, formada em turismo e trabalha na área.

    Gostaria de saber maiores informações sobre a área de TI. Tipo se é necessário revalidar o diploma, se é relativamente tranquilo arrumar emprego e, principalmente, se há algum “caminho das pedras” para se arrumar um bom emprego estando ainda no Brasil e fazendo as entrevistas por aqui mesmo via telefone ou skype.

    Apesar de ter vontade de largar isso tudo de uma vez, pois o sonho de um país de primeiro mundo é grande, tenho a questão de já estar empregado aqui, sou funcionário de uma grande empresa de telecomunicações e tenho um salário que considero bom pra minha experiência e currículo.

    Desde já obrigado pela força.

    Abraços
    Fabiano

    • Eduardo disse:

      Fabiano, para resumir, para imigrar para uma província onde a língua seja francesa, é necessário que você já tenha uma job offer na mão. Do contrário, apenas o Québec está dando permissões de trabalho para imigrantes sem ter um emprego certo, ou seja, a pessoa chega no território com todas as permissões de um cidadão canadense, e então sai a procura de um emprego.
      Espero ter ajudado.
      Abs.
      Eduardo.

  34. silvio lopes disse:

    estou querendo ir para o canada para aprender uma nova cultura e varias oportunidades que la oferecem, sou academico de direito quinto periodo, trabalho como garçom queria saber se os empregos que oferecem la e so de nivel superior? vlww

  35. Daniele Brandini disse:

    Parabéns pelo artigo, muito esclarecedor. Já estive no Canada e pretendo voltar em definitivo em 1 ano. Já fui às palestras do escritório de imigração no Quebec, li acredito que praticamente tudo em blogs, sites, fóruns de discussão e minha melhor amiga mora lá.A conclusão que fica é que muito acima do sonho dourado da imigração deve existir a clara compreeensão das perdas e ganhos, e das dificuldades que se enfrentará . Vai além das diferenças de idiomas e do clima; é recomeçar praticamente do zero.Realmente as palestras, o site e as notícias em jornais que vendem a imagem do Canada-maravilha não mentem.Sim é lindo, sim funciona, sim é um lugar de oportunidades. Mas talvez não para todos e não da maneira que se espera.Acredito que valha a pena imigrar, mas tenho certeza que não é pra todos.
    Abraços.

    • Rodrigo Araujo disse:

      Hi Daniele,
      Obrigado pelo comentário e elogio. É verdade quando você diz que imigrar é recomeçar do zero. Há de se ter muita força de vontade, paciência e perseverança.
      Boa sorte e um forte abraço.

  36. Nilza Stolet disse:

    Rodrigo Araujo!
    Muito esclarecedor seu artigo, deve ter ajudado muitas pessoas.
    Parabéns a você e Luciana que conseguiram muito pelo esforço e
    perseverança, valeu o sacrifício!!!!
    Abraços nossos com votos de felicidades dos amigos
    Marcos e Nilza

    • Rodrigo Araujo disse:

      Oi Nilza e Marcos,
      O sacrifício é enorme, mas compensador pela vitória. Cada etapa e desafio conquistado é muito celebrado, assim como tudo deve ser na vida.
      Um grande abraço e obrigado pela mensagem.

  37. Fernanda disse:

    Rodrigo,

    Achei de grande ajuda e, mais uma vez, esclarecedor esse artigo. Com certeza as pessoas pensam que é fácil viver num país só porque é 1º mundo. Sei que não é porque acompanhei sua tragetória juntamente com a Luciana e vi a ralação por que passaram. Graças a Deus vocês tiveram muita paciência e superaram. Agora podem aconselhar e alertar outros futuros imigrantes. Parabéns mais uma vez!!

    • Rodrigo Araujo disse:

      Oi Fernanda,
      Longe de ser fácil a vida no exterior, mas compensa por vários aspectos. É uma escolha que deve ser feita.
      Realmente os textos tem o objetivo de ajudar e informar.
      Obrigado pelo comentário e elogio.

  38. Gercio Rodrigo disse:

    Boa tarde Rodrigo Araújo!

    Depois de ler o depoimento do Engenheiro Químico, Maurício Bota, fiquei muito interessado, pois também sou Engenheiro Químico, soteiro, com 26 anos e querendo trabalhar no Canadá (Que bela coincidência!). Gostaria de algumas informções complementares a respeito das dificuldades desse processo de imigração e, se possível, o contato do Maurício, se assim ele condordar. Sou formado em nível avançado no inglês e comecei os estudos do francês.
    Aguardo respostas!
    E parabéns pelo excelente artigo publicado!

    • Gercio,

      Não sei se poderei te ajudar muito, mas sugiro que (se não o fez ainda), dê uma lida no processo de imigração, tanto federal quanto por Québec, e entenda como isso ocorre (independentemente da sua profissão).

      Após isto, busque informações sobre a ordem dos engenheiros da província que você quer se instalar. Mande email para eles. Geralmente são bem receptivos e podem lhe prestar as informações necessárias para que você venha a validar sua situação como engenheiro no Canadá.

      Assim você terá plena possibilidade de avaliar se vale a pena assumir “o risco” da imigração, ou não.

      Abraços!

  39. Este é um dos principais erros da imigração canadense. São realizadas palestras e disponibilizadas informações das mais diversas de forma bem detalhada em um ótimo portal, mas não há ação do governo para facilitar a entrada no mercado de trabalho para profissionais geridos por ordens.

    Claro que, estes profissionais devem no mínimo saber que irão passar por toda aquela longa fase de validação de diplomas e algumas vezes até realizar o curso inteiro novamente. Sendo assim, a culpa é de ambas as partes. Do governo por facilitar a imigração e não se importar em ter médicos dirigindo taxis devido às dificuldades impostas pelas ordens, e também destes profissionais que se sujeitam a isto, sabendo que terão muito caminho pela frente e simplesmente imigram para se queixar.

    Enquanto as políticas de validação de diplomas não for mudada por parte das ordens canadenses, os profissionais que desejam imigrar devem avaliar MUITO bem suas decisões, para não ter reclamação depois.

    Abraços!

Trackbacks/Pingbacks

  1. [...] no site Canada sair do Brasil uma matéria sobre tais dificuldades. Vale a pena [...]


Deixe uma Resposta

Fique atualizado

Fique atualizado via e-mail. Cadastre-se!
Twitter - Sair do Brasil Facebook - Sair do BrasilFeed - Canada Brasileiro